Detran RS

FOTO: Detran RS

Estado

Final de semana do dia dos pais terá Operação Viagem Segura

O final de semana do dia dos pais, que deveria ser um período de celebração, é uma das datas mais violentas no trânsito. Buscando conscientizar as pessoas de que o melhor presente para um pai é saber que o seu filho está bem, as autoridades de trânsito se preparam para a 105ª Operação Viagem Segura, que terá início à zero hora desta sexta (9/8) e se estenderá até a meia-noite de domingo (11/8).

Na operação do Dia dos Pais do ano passado, foram registradas 32 mortes nos três dias (10,6/dia). A pior média histórica foi em 2012, quando houve 33 vítimas fatais (11/dia). A análise estatística dos feriados e datas comemorativas de 2007 a 2018 aponta que o final de semana de Dia dos Pais (incluindo a sexta-feira, quando há intenso deslocamento) tem a segunda pior média de mortes por dia (7,4), ficando atrás, apenas, do Dia das Mães (8,3).

Ainda considerando o período 2007-2018, a maioria das ocorrências aconteceu no sábado (39%), e o turno da noite foi o que concentrou o maior número de óbitos (41,7%). Quanto aos locais em que ocorreram os acidentes fatais, os municípios com maior número de registro são Porto Alegre (19), Pelotas (5), Passo Fundo (4) e Gravataí (3). Sessenta e seis por cento das mortes aconteceram em rodovias, e as que tiveram maior número de vítimas foram a BR-290, com 22 mortes nesses 11 anos, a BR-116, com 20 óbitos, e as RS-324, com sete, RS-153 e 734, com seis vítimas fatais cada.

Sobre a Viagem Segura

Com sete anos completados no último feriado de 15 de novembro, a Operação tem como principais parceiros Polícia Rodoviária Federal (PRF), Brigada Militar e Comando Rodoviário da BM (CRBM), DetranRS e Polícia Civil. Também colaboram órgãos de trânsito municipais (EPTC na Capital), ANTT, DNIT, Cetran/RS, Daer, EGR, Famurs, além de representantes da sociedade civil organizada, como o Lions Club e o Instituto Zero Acidente.

Nas suas 104 edições anteriores, a operação somou mais de 5,67 milhões de veículos fiscalizados e 257,5 mil testes de etilômetro aplicados. Foram registradas mais de um milhão de infrações, sendo mais de 21,4 mil autuações por embriaguez, incluindo as recusas ao teste do bafômetro. A fiscalização também recolheu mais de 95,9 mil veículos e 27,1 mil carteiras de habilitação irregulares.

Fonte: https://estado.rs.gov.br | Link Notícia | Data: 09/08/2019

Publicado por: Administrador