Divulgação/Palmeiras)

FOTO: Divulgação/Palmeiras)

esporte

Em jogo com expulsões e uso do VAR, Palmeiras só empata com o Bahia em casa

Time visitante teve dois pênaltis marcados após avaliação do árbitro de vídeo

Informações Compartilhafas Superesportes

O Palmeiras empatou com o Bahia por 2 a 2, neste domingo, no Allianz Parque, pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado leva o time de Luiz Felipe Scolari para 29 pontos, na segunda posição, três pontos atrás do líder Santos, que havia perdido no sábado para o São Paulo.

Dudu marcou os dois gols do Palmeiras, um em cada tempo. Gilberto fez os dois do Bahia, ambos de pênaltis na etapa final. O jogo teve a intervenção do VAR em quatro lances importantes: no primeiro gol do Palmeiras, para validar a posição de Dudu; na expulsão de Felipe Melo; e nos dois pênaltis a favor do Bahia. 

O Palmeiras segue sem vencer no Brasileirão após o seu retorno da pausa para a Copa América: quatro empates (São Paulo, Vasco, Corinthians, Bahia) e uma derrota (Ceará). Com o resultado, o time baiano chega aos 20 pontos, na zona intermediária da classificação. 

Foi a primeira vez que o técnico Roger Machado, atualmente no Bahia, voltou ao Allianz Parque, depois de ser demitido do Palmeiras em julho do ano passado. Ex-jogador de Felipão no Grêmio, nos anos 1990, os dois treinadores trocaram um caloroso abraço antes do início da partida. 

A partida ainda marcou o retorno do zagueiro Vitor Hugo e a estreia do atacante Luiz Adriano. Ambos tiveram os nomes festejados pela torcida após o anúncio oficial no placar eletrônico. 

Na 15ª rodada, o Palmeiras enfrentará o Grêmio, sábado, na arena do time gaúcho. Na terça-feira, os dois times se enfrentarão novamente em Porto Alegre, desta vez pelo primeiro confronto das quartas de final da Copa Libertadores. No domingo, o Bahia receberá o Goiás, na Fonte Nova.

 



O JOGO - O Palmeiras dominou o primeiro tempo e teve as melhores chances. O time de Felipão mostrou intensidade, boa movimentação no setor ofensivo e criou várias oportunidades de gol. Só não deixou o intervalo em vantagem pela bela atuação do goleiro Douglas. O Bahia, por sua vez, mesmo atuando como visitante, surpreendeu e não ficou apenas fechado em seu campo defensivo. Saiu com força no contra-ataque e levou perigo. 

Em uma partida com as duas equipes buscando o ataque, o gol não demorou a sair e o Palmeiras abriu o placar logo aos 12 minutos. Scarpa cruzou da esquerda, Moisés desviou contra o próprio gol, Douglas ainda defendeu evitando o gol contra, mas no rebote, Dudu, livre de marcação, tocou para as redes. Foi o sétimo gol do atacante na temporada. 

O lance gerou polêmica, foi checado pelo VAR e validado após a consulta ao árbitro de vídeo. Dudu estava em posição de impedimento, mas como o último toque foi do jogador do Bahia, antes da defesa de Douglas, o impedimento do palmeirense foi anulado. 

O Bahia sentiu o gol por alguns minutos, recuou e permitiu a pressão do time palmeirense que quase chegou ao segundo gol com um cabeceio de Felipe Melo. Aos poucos, o time de Roger Machado foi se recuperando no jogo e esteve perto do empate aos 25 minutos. Gilberto entrou na área, driblou o goleiro Weverton e tocou para as redes, mas Luan fez o corte e evitou o gol. 

O Palmeiras respondeu sete minutos depois com o estreante Luiz Adriano, que acertou um belo chute de fora da área e obrigou Douglas a fazer boa defesa no ângulo esquerdo. O goleiro do Bahia faria outra defesa importante antes do intervalo, depois da conclusão de Gustavo Scarpa. 

Já nos acréscimos da primeira etapa, o Palmeiras ficou com um jogador a menos em campo, depois que Felipe Melo foi expulso. Em uma jogada aérea, seu braço esquerdo acertou o rosto do atacante Lucca. O árbitro Igor Benevenuto de Oliveira entendeu como agressão e aplicou o cartão vermelho para o volante. O lance gerou muita reclamação dos jogadores do Palmeiras. No gramado, Igor Benevenuto fazia sinais de que o árbitro de vídeo confirmara a agressão e não voltou atrás na expulsão. 

No início da segunda etapa, e com um jogador a menos em campo, o Palmeiras levou o empate. Logo aos dois minutos, a bola bateu no braço de Diego Barbosa dentro da área. O árbitro marcou pênalti e ratificou a marcação após consulta ao monitor na lateral do gramado. Na cobrança, Gilberto tocou no canto direito, Weverton caiu para o outro e o Bahia empatou o confronto. 

Mesmo sofrendo o gol e com dez em campo, o Palmeiras se lançou ao ataque e ficou em vantagem novamente no marcador. Aos 12 minutos, Marco Rocha cobrou lateral e encontrou Dudu dentro da pequena área, o atacante cabeceou, Douglas defendeu e, no rebote, o atacante empurrou para as redes, marcando seu quarto gol no Brasileirão. 

Após o segundo gol, o jogo caiu. Com um jogador a menos e em vantagem no placar, o Palmeiras recuou e deu a bola para o Bahia, que não encontrou espaços para entrar na defesa palmeirense. 

No final do jogo, o VAR entrou em ação novamente e marcou outro pênalti a favor do Bahia, depois que Luan se chocou com Arthur Caíke dentro da área. Na cobrança, novamente Gilberto, ele acertou o canto esquerdo, Weverton caiu para o outro e deu números finais ao confronto. 

PALMEIRAS 2 x 2 BAHIA 

PALMEIRAS - 
Weverton; Marcos Rocha, Luan, Vitor Hugo e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique, Zé Rafael (Thiago Santos) e Gustavo Scarpa; Dudu e Luiz Adriano (Deyverson)
Técnico: Luiz Felipe Scolari.

BAHIA - Douglas Friedrich; Nino Paraíba (Ezequiel), Lucas Fonseca, Wanderson e Moisés; Gregore, Flávio (Ramires) e Giovanni (Arthur Caíke); Élber, Gilberto e Lucca 
Técnico: Roger Machado. 

GOLS - Dudu, aos 12 minutos do tempo e aos 12 minutos do segundo tempo; Gilberto, aos 7 e aos 39 minutos do segundo tempo. 

ÁRBITRO - Igor Benevenuto de Oliveira (MG) 
CARTÕES AMARELOS - Marcos Rocha, Giovanni, Zé Rafael, Lucca, Gustavo Scarpa, Diogo Barbosa, Dudu, Wanderson, Thiago Santos. 
CARTÕES VERMELHOS - Felipe Melo e Gregore. 
RENDA - R$ 2.160.817,20.
PÚBLICO - 34.275 pagantes.
LOCAL - Allianz Parque, em São Paulo (SP).

 

Fonte: Supertesportes | Link Notícia | Data: 12/08/2019

Publicado por: Administrador