Ricardo Duarte/Internacional/fotospublicas.com

FOTO: Ricardo Duarte/Internacional/fotospublicas.com

esporte

Atlético marca nos acréscimos, quebra a invencibilidade do Inter como mandante e dá mais um passo rumo à Libertadores

Galo bateu o Colorado por 2 a 1 e segue firme no G6 do Campeonato Brasileiro

Informações compartilhadas Superesportes

O Atlético de Levir Culpi chegou à terceira vitória consecutiva no Campeonato Brasileiro. Em jogo movimentado, com direito a gol da vitória aos 47 minutos do segundo tempo, o Galo bateu o Internacional por 2 a 1, no Beira-Rio, e quebrou a invencibilidade do adversário como mandante no Campeonato Brasileiro. Cazares abriu o placar para o Alvinegro no primeiro tempo. Na etapa final, D’Alessandro, de pênalti, empatou. Nos acréscimos, Terans marcou pela primeira vez com a camisa atleticana e deu números finais ao confronto.

Com o triunfo, o Atlético chegou aos 56 pontos, seis a mais do que o Atlético-PR, 7º colocado. O Galo está cada vez mais perto de garantir a classificação para a fase preliminar da Copa Libertadores. O Furacão venceu o Corinthians e segue três pontos atrás do Galo. Já o Internacional não tem mais chances de título.
 
Na próxima rodada, o Atlético visita o Santos, sábado, às 20h, na Vila Belmiro. No domingo, às 19h, o Internacional recebe o Fluminense no Beira-Rio. Serão os penúltimos jogos das equipes no Campeonato Brasileiro.
 
O jogo
 
Sem poder contar com Fábio Santos e Elias, suspensos, Levir Culpi optou por improvisar Patric na lateral esquerda. Já no meio-campo, o escolhido foi Matheus Galdezani. O restante da equipe foi o mesmo que venceu o Bahia, no último sábado, no Independência.
 
O começo do Atlético contra o Internacional foi assustador defensivamente. O Colorado iniciou o jogo com a marcação alta e os defensores alvinegros se complicaram com erros bobos, cedendo escanteios e posse de bola. No entanto, o goleiro Victor não sofreu com avanços perigosos.
 
Aos poucos, o Galo começou a sair para o jogo. Depois de ver o adversário ter mais de 60% de posse de bola, o Atlético passou a controlar a partida e assustar Marcelo Lomba. Cazares e Chará, em bons chutes, levaram perigo.
 
Já dono da posse de bola, o Atlético cresceu na reta final do primeiro tempo. Com boas jogadas pelas laterais, com Patric e Emerson, o Galo assustava. E chegou ao gol num rápido contra-ataque. Emerson roubou a bola, que caiu no pé de Adilson. O volante encontrou Chará no meio-campo, pelo lado esquerdo. O colombiano dominou e lançou para Cazares, que avançou, invadiu a área e finalizou alto para balançar as redes de Marcelo Lomba: 1 a 0. Na reta final da etapa inicial, em outro rápido contragolpe, Luan teve a chance de ampliar, mas finalizou torto pela linha de fundo.
 
O Internacional voltou para o segundo tempo na pressão, enquanto o Atlético tentava encaixar um contra-ataque para matar a partida. O time da casa abusou dos cruzamentos. Em dois deles, quase empatou. No primeiro, D’Alessandro cobrou escanteio e Emerson Santos desviou a bola, que passou raspando a trave de Victor. No segundo, após escanteio batido por Nico López, Patric salvou em cima da linha. No rebote, Leandro Damião, dentro da pequena área, chutou por cima do gol.
 
O Inter seguiu na pressão. O time da casa dominou a etapa final, pressionando no campo de ataque. O Atlético seguia na busca de um contra-ataque. E ele apareceu. Patric encontrou Cazares livre, na entrada da área. O equatoriano dominou, mas foi travado por Iago na hora do chute. A bola passou raspando a trave de Lomba. 
 
A chance perdida motivou o Inter, que quatro minutos depois, teve a oportunidade do empate. Rossi arrancou pelo lado esquerdo, deixou Emerson para trás e cruzou rasteiro. Na dividida, o árbitro marcou pênalti de Maidana em Leandro Damião. Na cobrança, D’Alessandro deslocou Victor e empatou: 1 a 1.
 
O time da casa ainda teve chance de virar. Leandro Damião, após falha de Leonardo Silva, perdeu chance inacreditável, cara a cara com Victor. Logo depois, Rossi recebeu livre e balançou as redes, mas o impedimento foi assinalado.
 
Quando o empate parecia certo, Cazares apareceu de novo. Aos 47’, o meia recebeu pela direita, arrancou e cruzou rasteiro. Terans antecipou-se ao zagueiro, deu toque sutil na bola e marcou o seu primeiro gol com a camisa do Atlético: 2 a 1 e Galo mais perto da vaga na Copa Libertadores.
 
INTERNACIONAL 1 X 2 ATLÉTICO
 
Internacional
Marcelo Lomba; Fabiano (Juan Alano, aos 38/2ºT), Emerson Santos, Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado, Edenilson, Patrick (Camilo, aos 14/2ºT) e D’Alessandro; Nico López (Rossi, aos 26/2ºT) e Leandro Damião
Técnico: Odair Hellmann
 
Atlético
Victor; Emerson, Leonardo Silva, Iago Maidana e Patric; Adilson e Matheus Galdezani (Lucas Cândido, aos 31/2ºT); Luan (Terans, aos 24/2ºT), Cazares e Chará; Ricardo Oliveira (Alerrandro, aos 18/2ºT)
Técnico: Levir Culpi
 
Gols: Cazares, aos 42/1°T; D’Alessandro, aos 37/2ºT; Terans, aos 47/2ºT
Cartões amarelos: Adilson, aos 24/2ºT; Maidana, aos 35/2ºT; Cuesta, aos 39/2ºT
 
Motivo: 36ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Data e horário: quarta-feira, 21 de novembro, às 19h30 (de Brasília)
 
Árbitro: Raphael Claus (FIFA/SP)
Auxiliares: Danilo Ricardo Simon Manis (FIFA/SP) e Rogério Pablos Zanardo (SP)

Fonte: Túlio Kaizer /Superesportes | Link Notícia | Data: 22/11/2018

Publicado por: Administrador